SE O CIRCULO PODE TER ARESTAS? CLARO.

“levantar voo…planar… depois é só aterrar”! Era assim muitas vezes que se organizavam as ideias para escrever o editorial, numa das muitas vésperas da publicação do “ A Riscar”, um boletim mensal que durante um ano lançamos para a comunidade! Este foi só um dos inúmeros projetos que escrevem a minha história de cerca de 20 anos no CDRCA.

O desafio de “construir um espetáculo com o tema dos 4 elementos” surgiu uns anos antes, talvez em 1998. Prontamente disse que sim, apenas com a desconfiança de quem aceita um convite inesperado! Afinal ainda era preciso saber fazer tanta coisa, íamos antes fazer um teatro para a celebração dos 25 anos do 25 de Abril de 1974. Assim foi, palco montado, depois de alguns ensaios e umas roupas procuradas em casa, “O país das pessoas tristes!” em grande estreia! (quem participou e não guarda ainda algumas falas?!).

Em 24 de Março de 2000 fizemos a primeira reunião da sexta-feira, um ritual cumprido ao longo de 6 ou 7 anos! Debates, conversas, passeios, partilhas, projeção de tantas coisas. Foi o início do Animares.

Fizemos coisas ESPETACULARES! Só pelo gosto de fazer. Pela vontade de provocar e ver acontecer. Sonhamos em grande (sem filtro) e fomos felizes!

Elemento fundador do Animares, coordenação do boletim “A RISCAR” e do projeto “Aproximar Gerações”, conceção e participação nos espetáculos do 25 de Abril e nas intervenções de rua, animações de rua, workshops, acolhimento de voluntários do SVE (serviço de voluntariado europeu) (a inesquecível espanhola Ana, o sorridente Grego e profunda finlandesa Rikka), o Carnaval, o Encontrarte, passeios … (quem esquece a ida a Foz Coa, num tempo em que ir a Foz Coa era como ir … à Polónia, certo Sérgio Serrão?), dirigente associativa, ciclo de debates “Ganha Asas”…

O que é que o CDRCA me deu? Deu-me seguramente dos melhores momentos da minha vida e muito do que hoje sou.

1. Escola de criatividade 2. Espaço para crescer 3. Responsabilidade 4. Descoberta, 5. Experimentação 6. Realização 7. Verdade 8. Superação 9. Concretização 10. Cor 11. Rede 12. Mundo 13. Profundidade 14. noites sem dormir 15.foco 16.ousadia 17.alegria 18. espanto 19. Surpresa 20. Gratidão 21.crescimento 22. Verdade 23. Diversão 24. Boneca 25. Mimo 26. Salgueiro Maia 27. Identidade 28. orgulho 29.canção 30.andas 31.escrita 32. provocação 33. encontro 34. sexta feira 35. futuro 36. conversa 37. Pensar 38. Integração 39. liberdade 40. AMIGOS, genuínos e verdadeiros, à prova do tempo e da distância.

Muito grata à vida por me ter dado oportunidade de viver tudo isto!

À nova geração – ainda há um espetáculo sobre os 4 elementos para conceber e concretizar. Ah! E é mesmo possível substituir “ou” por “e” – na vida cabem mais coisas do que parece!

Que o som da carrinha a apitar à sexta-feira à noite não se apague da nossa vida!

Continuamos esta história! Até já!

Atividades

Entre Quatro Paredes 2019

Tags
24 de Abril, 21:30h, Largo D. Gualdim Pais Há paredes que se erguem como promessas de abrigo. Paredes que juram proteger do...
Read More

Formação Teatral 2019

Tags
O CDRC Amarense iniciou entre de Abril e Junho de 2019, entre as 15:00h e a17:00h um curso de Formação Teatral...
Read More

A Ratoeira do Carmo 2016

Tags
A Ratoeira Carmo A madrugada do dia 25 de abril de 1974 trouxe para a rua os desejos mais profundos de...
Read More

“Memórias de Abril”

As memórias fazem parte da nossa vida. São elas que nos transformam e são elas que nos trazem os cheiros e as sensações do antigamente.
É através das memórias das pessoas que vivênciaram um pré, pós e durante 25 de Abril que o grupo de teatro de Amares se inspira para as recontar e, assim, serem transmutadas de memória em memória de forma a serem eternizadas.
Numa noite morna de Abril, o grupo reúne – se e, sem ensaios, grava num único take aquele que será , para muitos, a recordação de tempos que já lá vão.
As seguintes histórias, são inspiradas em factos reais.
Grupo Teatro Amares

“Testemunhos”

 

Animação de rua, teatro, percussão. As andas, o fogo, o palco, os bombos e os malabarismos, proporcionam momentos de alegria, fantasia e diversão.