José Rosinhas

Project Info

Project Description

José Rosinhas

O Corpo da Cruz

A cruz emerge na arte contemporânea como um signo persistente. Por vezes representando o ato sacrificial da carne, do corpo, outras emancipando uma leitura sociopolítica de punição, espiritualidade ou transcendência.

O Corpo da Cruz propõe-nos uma reflexão profunda sobre tangências, sobre identidade, fluidez e porosidades, sobre encontros entre opostos – do espiritual ao profano.

Ora evocando a capacidade da iconografia religiosa, ao nos desafiar para a transfiguração do corpo biológico em corpo simbólico, ora questionando noções de conflito e tensão essenciais à vida moderna. A Cruz surge como um território mediático, indissociável de uma figuração pós-humana, onde a carnalidade se dissolve numa liquidez etérea. Por sua vez, numa sedutora ilusão, o Corpo assume-se como uma interrogação. É ele que nos instiga para o indagar acerca da forma. É ele que estrutura códigos de gravidade essenciais a esta exposição e que nos aproximam da real questão – Que corpos são estes que ocupamos e que nos atravessam?

José Rosinhas confronta-nos com um lugar arrebatador, onde incessantemente nos vemos na urgência de (re)interpretar as múltiplas dimensões do Ser, ampliando as possibilidades de um cenário mais fluido de Identidade para o mundo atual.

Fernando Almeida

Porto, Outubro de 2022